{Resenha} O Ceifador

quarta-feira, 31 de maio de 2017

O Ceifador



Sinopse

"Primeiro mandamento: matarás. A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a arte da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais, podem colocar a própria vida em risco."
O Que Achei

A morte não é mais uma preocupação. Os computadores, nessa atmosfera distópica, tornaram-se sensíveis, e optaram por ajudar a monitorar e regular a sociedade. A Nimbo-Cúmulo, uma versão futurista da Internet, otimizou os recursos da Terra e resolveu o único mistério que atormentava a humanidade desde o princípio - a morte.
"A natureza humana é ao mesmo tempo previsível e misteriosa; propensa a avanços grandiosos, mas ainda sim mergulhada em egoísmos abjetos."
Os Ceifadores, no entanto, permanecem como uma entidade independente. Com um conhecimento que nem mesmo a onisciência da Nimbo-Cúmulo conseguiu gerenciar, eles têm como único objetivo manter o controle da população. Existem, contudo, algumas regras que devem seguir.
"Quando não se precisa de nada, o que mais a vida pode ser além de agradável?"
O leitor embarca nessa viagem, ao lado de Citra e Rowan, a partir do primeiro contato dos mesmos com o Ceifador Faraday, enquanto este cumpre sua tarefa de coleta. Num encontro que mudará suas vidas para sempre, os jovens são convidados a se tornarem aprendizes deste ofício.

{Resenha} Tudo e Todas as Coisas

segunda-feira, 29 de maio de 2017

{Resenha} Tudo e Todas as Coisas
Sinopse
"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."
O Que Achei
Madeline Whittier está em sua limpa e branca prisão desde bebê. Seu crime? Ter nascido com IDCG - Imunodeficiência Combinada Grave, uma doença muito rara que a torna alérgica a tudo. Desde que sua doença foi descoberta, sua mãe, que por sinal é médica, a cerca de cuidados. Maddy tem uma rotina bem delineada e várias restrições quanto à sua vida: ela não pode sair de casa e as únicas pessoas que ela conhece pessoalmente são a própria mãe e sua enfermeira, e também amiga, Carla.
"Dicionário da Madeline
pro.mes.sa ( ) s.f. pl. -s 1. A mentira que você deseja manter. [2015, Whittier]"