{Resenha} A Estrela de Seis Pontas

quarta-feira, 12 de julho de 2017

{Resenha} A Estrela de Seis Pontas

Sinopse
Há uma terra onde um rei impera com punho de ferro e massacra os pequenos; onde Tribos dominam o ar, a água, a terra ou o fogo; e onde feiticeiros albinos servem submissos ao bem comum... Nessa terra nasce uma aventura que te levará numa fantástica viagem ao mundo de Arkhai. Tudo tem início quando Khiara, a legítima princesa arkhaíta, desperta de um feitiço que durou dezesseis anos. Ela tende a buscar o seu passado, resgatando tudo o que ficou para trás, enquanto o seu irmão Kendry ainda dorme. Na companhia de alguns jovens que encontra pelo caminho, com os quais cria um laço eterno de irmandade, Khiara descobre muitas mentiras e tramas por poder. Uma jornada viciante que guarda muitos mistérios e que pode trazer um final não tão feliz.
O Que Achei

No primeiro livro da trilogia Os filhos de Arkhai, acompanhamos a emaranhada teia de intrigas que nos leva à conquista e reconquista de um reino. Nessa brilhante jornada, escrita pelo autor nacional Bruno Oliveira, conhecemos Khiara e seu irmão gêmeo Kendry. Depois que sua mãe, a doce rainha Kiana, sofrera um atentado, sujeitando-os a um parto prematuro, as crianças foram submetidas a um feitiço de união. Khiara foi unida ao seu tio Kenan, irmão de seu pai, e Kendry foi unido a Arthuro, irmão de sua mãe. Arthuro se tornou rei, até que o feitiço acabe e os gêmeos despertem para assumirem seu trono por direito. Por 16 anos eles ficaram adormecidos pelo feitiço, sendo alimentados por seus tios, através da energia de seus corpos. Depois desse tempo, Khiara finalmente acorda e descobre que é peça chave de uma trama mirabolante e cheia de intrigas.
"O tempo era algo traiçoeiro. Sabia ser, ao mesmo tempo, amigo e inimigo. Tempo me faz amar a quem amo e odiar a quem odeio. Tempo poderia ter salvado a minha mãe, mas a matou. Tempo cura e inflama. Faz ganhar. Faz perder. Tempo me deu um irmão. Tempo o tirou."
O enredo se desenvolve em uma aventura viciante, que propõe ao leitor uma espetacular viagem através das tribos, compostas pelos quatro elementos: água, ar, terra e fogo. Khiara parte em busca da liberdade de seu irmão e a dela própria, ao passo que se aproxima da reconquista do reino de Arkhai. Delimitando, assim, os percalços de uma guerra.


Nesse longo caminho somos apresentados a diversas situações e temos acesso aos pontos de vista de vários personagens, como Bryan e Morg, que guiarão os passos de Khiara pelo desconhecido. Todos são muito críveis, com personalidades marcantes e constituem aspectos importantíssimos para o enredo.

Através de uma escrita riquíssima, Bruno Oliveira guia o leitor por um misto de sensações incríveis. Chega a ser atordoante se deparar com tamanha criatividade. A riqueza de detalhes, e a forma como ele empregou os 4 elementos, transformando-os em tribos, conduzem o leitor a um mundo mágico e revolucionário, culminando em uma obra valiosa.

As reviravoltas que o livro dá são surpreendentes. Ao longo das páginas construímos e desconstruímos conceitos, à medida que surgem novas informações e descobertas vão sendo descamadas. Se tornou uma de minhas obras nacionais favorita. Altamente recomendado!

Nota

Sentimento
Notacórnio

Val

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário