{Resenha} Mentirosos

segunda-feira, 12 de junho de 2017

{Resenha} Mentirosos

Sinopse
"Na família Sinclair, ninguém é carente, criminoso, viciado ou fracassado. Mas talvez isso seja mentira. Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano eles passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence — neta primogênita e principal herdeira —, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais. Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu."
O Que Achei
Mentirosos era um livro que eu queria ler tem um tempo. O burburinho sobre a obra, sobre um mistério chocante e um plot twist sensacional e realmente inesperado, me fisgaram de uma maneira que eu precisava ler essa história antes de morrer. E bom, não foi tudo isso que eu esperava e na página 44 eu já imaginava o final do livro e na 86 eu já sabia a grande reviravolta. Isso me deixou um pouco decepcionada, mas fiquem calmos, eu ainda acho a história muito envolvente, pesada e surpreendente de várias formas. Saibam o porquê lendo a resenha toda.
Cadence é a neta primogênita de uma família tradicional, respeitada e rica, porém decadente, os Sinclair. A regra é simples, os Sinclair não demonstram sentimentos, os Sinclair são educados, lindos, atléticos e seguem todas as tradições. Eles mantêm os mais altos padrões para que todos vejam como são bem sucedidos e felizes. Mas eles não são.

Durante as férias de verão o patriarca da família, Harris, reúne todos em sua ilha particular. É nessa ilha que tudo se desencadeia e é onde passamos 98% do livro. Ali as garras são colocadas de fora, afinal não tem ninguém pra julgar as desavenças internas dos Sinclair, o ciúme entre as irmãs e as brigas pela herança e pelo respeito de Harris.
"Não estou falando de destino. Não acredito em destino, almas gêmeas ou sobrenatural. Só sei que entendíamos um ao outro. completamente." - Caddy
Cady forma com seus primos Johnny e Mirren, e o amigo agregado Gat, um grupo chamado Mentirosos. Uma junção de personalidades distintas que faz de cada verão, desde o famigerado verão dos 8 anos, um momento especial e único. São momentos de brincadeiras e alegrias que o grupo, e os outros primos mais novos, dividem durante as férias. Éo que Cady mais valoriza na vida. E vemos um pouco disso misturado ao desenrolar dos "casos de família" no início do livro. Até que Cady, no verão em que tinha 15 anos, sofre um acidente que a afasta das férias em família. Ela tem que fazer diversos exames, acaba entrando em depressão e sofre de insuportáveis dores de cabeça, além de amnésia seletiva. Ela pouco se lembra do dia do acidente, suas memórias estão embaralhadas e um grande branco se alastra quando ela tenta lembrar de qualquer coisa daquele verão.
"Eu desejava tanta coisa pra nós: uma vida livre de pressão e preconceito. Uma vida livre para amar e ser amada." - Caddy
Dois anos mais tarde, Cady segue com suas crises, sem memória e vive à base de analgésicos. depois de ser ignorada pelos primos e por Gat, com quem ela tem um romance complicado, desde o verão dos 14, ela decide dar um basta e finalmente retornar à ilha. Tudo parecia que ia se ajeitar, não fosse ela chegar lá e tudo estar diferente, a casa de seus avós completamente reconstruída e todos evitando ao máximo comentar o que aconteceu dois anos atrás, até mesmo seus Mentirosos estavam cautelosos perto dela. Porém ela não deixaria que isso a impedisse de finalmente descobrir a verdade e ficar em paz. Em meio aos passeios com seus amigos, jantares forçados com sua mãe e tias sob um clima pesado e dores de cabeça latejantes, Cady se desdobra para juntar as peças sobre o passado e desfragmentar sua memória.
"Seja um pouco mais gentil do que precisa ser" - Mirren
Eu realmente gostei da escrita da autora e acho que todo o desenrolar da história prende de uma forma curiosa. Mesmo eu já tendo certeza do que aconteceria, da grande reviravolta, eu senti a necessidade de saber mais detalhes, de ver o crescimento dos sentimentos de Cady e Gat, de saber tudo que aconteceu relacionado ao acidente de Cadence e como aquilo se transformou no que foi. Alguns detalhes ainda me deixaram espantada e certas cenas me fizeram sofrer e ter meu coração partido.
"O silêncio é uma camada protetora sobre a dor" - Caddy
Gosto de como E. Lockhart tratou de situações como a busca ensandecida pelo dinheiro e poder e como o preconceito pode afetar as famílias de forma a distanciar pessoas que se amam. Como guardar os sentimentos é uma má ideia e viver preocupado com o que os outros pensam podem causar sofrimentos desnecessários. E como as atitudes dos pais e dos familiares incide diretamente em seus herdeiros e nas atitudes deles. Poderia ter sido um drama familiar comum, mas o mistério trouxe uma entonação diferenciada para a obra e a narrativa foi feita de forma leve e interessante, até mesmo poética em muitas partes.

Minhas críticas são, primeiramente ao fato de que achei extremamente óbvio o final, mas sei que muita gente, talvez a maioria, não esperava por isso, portanto essa parte é bem pessoal. E tenho críticas também ao distanciamento de Cady e Gat, e até mesmo dos outros Mentirosos, quando estavam fora da ilha. Era como se ali fosse um mundo paralelo e depois nada mais importasse. Me fez inclusive duvidar dos sentimentos de um pelo outro. Inclusive uma das cenas finais me decepcionou por ter um distanciamento emocional, ficou meio frio, mas não incomoda o suficiente pra ser exatamente um ponto negativo, apenas uma observação.

No fim, Mentirosos é um livro extremamente envolvente, de leitura dinâmica, com um mistério gostoso, um romance fofo e críticas interessantes. O final deixa muitas pessoas divididas entre amor e ódio, e digo que apesar de ter achado previsível, gostei, principalmente das justificativas. Foi um tanto diferente das coisas que eu estou acostumada a ler e vale minha indicação!

Nota
Sentimento
Notacórnio


Nanda

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário