{Resenha} O Acordo

quarta-feira, 24 de maio de 2017

O Acordo
Sinopse
"Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo."
O Que Achei

"Eu estava começando a me preocupar que eu pudesse realmente ser o seu tipo, e isso é muito aterrorizante para imaginar."
O Acordo, escrito por Elle Kennedy e publicado no Brasil pela Editora Paralela, é o primeiro livro da série Amores Improváveis. Deixo aqui minha leve crítica a desnecessária alteração do nome original, ‘Off Campus’. Dito isto, vamos ao que interessa.

Um acordo une os personagens Hanna Wells, uma brilhante aluna da faculdade; e Garrett Graham, um jogador que está prestes a ser reprovado. Um casal arrolado a uma história que, basicamente, se resume a duas pessoas, com ambições diferentes – muito diferentes, unidos por circunstancias improváveis.

Hanna está interessada em Justin, um jogador de futebol que mal nota sua existência. Quando Garrett, capitão da equipe de hóquei, se oferece para levá-la em um encontro a fim de chamar a atenção de Justin, em troca de aulas particulares, Hannah coloca o senso comum de lado e concorda.
"Todas as meninas da faculdade dariam um braço para me ajudar. Mas essa? Foge como se eu estivesse sugerindo que a gente matasse um gato e fizesse um sacrifício ao demônio."
Garrett não pode falhar nesta disciplina, porque isso significaria ficar no banco e perder jogos – o que não o deixa feliz. O que também não pode acontecer é a química entre ele e sua tutora. Mas quem vencerá no final?

Hannah é uma grande protagonista! Inteligente, dedicada, trabalhadora, e adora uma biblioteca... Garrett é encantador. Mantém a típica fachada de sem-vergonha adorável - se isso é mesmo possível, ao mesmo tempo que se mostra muito racional sobre as suas responsabilidades.
"Nunca esperei por ela. Às vezes, as pessoas entram na sua vida e, de repente, você não sabe como foi capaz de viver sem elas antes. E já não consegue entender como vivia a vida, saía com os amigos e dormia com outras pessoas sem ter essa pessoa importante na sua vida."
Este New Adult que poderia ser apenas mais um entre tantos, todavia, se sobressai por diversas razões. A principal delas é que, enquanto assuntos delicados são abordados, como passado de Hanna e a conturbada relação de Garrett com o pai; o drama não toma proporções enfáticas, que poderiam gerar um clima enfadonho. Nada sobre as "questões difíceis" versadas neste livro é esmagador, abrangente ou totalmente clichê. Pelo contrário, o espírito recreativo das cenas e os diálogos irreverentes são o que conduz o leitor a uma leitura refrescante, com muito humor e garantia de ótimas risadas.

O clímax deste livro também não apresenta uma grande tonelada de drama. Tudo flui absolutamente bem, conduzindo a um final suave e doce.

Nota
Sentimento
Notacórnio

Val

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário