{Resenha} A Teia dos Sonhos

quarta-feira, 29 de março de 2017

A Teia dos Sonhos


Sinopse

"Júlia e Laura são melhores amigas - até fizeram uma tattoo juntas - e gostam do Bernardo, um garoto muito lindo do colégio. De repente, ele começa a ficar muito próximo de Laura, de conversinhas meio secretas, e por aí vai. Júlia tenta relevar, amiga é amiga, e vem em primeiro lugar, afinal. Entretanto, aquele aperto no peito é inevitável ao vê-los juntos. E para quem achou que era só isso... A amizade entre Júlia e Laura sofrerá um baque imenso: um dia, Júlia acorda e descobre que sua melhor amiga tirou a própria vida. Além de ter que superar essa perda, a garota não entende o porquê da atitude tão drástica da amiga e resolve investigar o que poderia ter motivado o suicídio."
O Que Achei
"A morte era definitiva, e a saudade um sentimento estranho de impotência."
A Teia de Sonhos gira em torno de Júlia, uma adolescente de 16 anos, que acaba de viver um evento traumático: a morte da melhor amiga. E como se isso não fosse ruim o bastante, junto a realidade de perder sua outra metade, Julia é confrontada com uma dura verdade: foi Laura quem tirou a própria vida, atirando-se da janela do 13º andar de seu prédio.

Laura e Julia eram típicas garotas adolescentes, vivendo tudo que esta fase da vida propõe. Eram íntimas, compartilhavam os mesmos gostos, estavam apaixonadas pelo cara gatinho do colégio, e não escondiam segredos uma da outra. Pelo menos, era isso que Julia achava.

A Teia dos Sonhos

A partir do terrível incidente, Julia se vê em perdida em um túnel escuro. Como se sua vida tivesse perdido o sentido. Dividida entre a dor da perda e a raiva que se acumula frente as dúvidas que se avolumam, a menina não consegue entender porque sua amiga tinha encontrado no suicídio a solução para os seus problemas. E pior, que problemas eram esses?

Teóricos classificam a adolescência como um período de luto. Onde o indivíduo está num temível intervalo transitório, no qual precisa aceitar que não é mais criança, embora ainda não tenha se tornado um adulto completo. É importante frisar, que nesse estágio da vida o ser humano é permeado por sentimentos conflituosos, em que os problemas ganham intensidade alarmante. Karine Aragão fez o dever de casa, e trabalhou de forma brilhante, conduzindo uma trama doce, ao mesmo tempo que abordou temas tão pesados como a depressão e o suicídio. Fiquei particularmente encantada em como, ao longo das páginas, conseguimos entrar na mente de Julia e sentir toda a angustia da personagem frente à uma realidade tão perturbadora.

Infelizmente algumas questões ficaram sem respostas, no entanto avaliei isso como a vida real pode ser. Não temos como saber de tudo. Leitura recomendada!
"É porque a vida é assim mesmo. Qualquer decisão sempre vai ter a parte boa e a parte ruim, mas você precisa assumir os riscos para ser feliz."
Nota

Sentimento
Notacórnio

Val

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário