{Resenha} Talvez Um Dia

sexta-feira, 24 de março de 2017

Talvez Um Dia
Sinopse
"Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora."
O Que Achei
A primeira coisa que tenho a dizer sobre esse livro é: Músicas

Eu amo música, amo cantar, amo dançar, tudo que tem relação com música eu estou amando. E com o livro não foi diferente. Achei sensacional essa ideia de produzir músicas para serem ouvidas durante a leitura. Não sei se isso já tinha acontecido antes, mas eu simplesmente amei!

É claro, pra mim, o livro tem algumas ressalvas, mas a história no geral tem alguns ensinamentos ótimos, apesar dos clichês. Mas é difícil esses romances não possuírem clichês, né? E não considero isso algo negativo também.

Bom, Sydney vive em um namoro por comodismo e logo de início descobre que sua melhor amiga está tendo um caso com seu namorado. Ela acaba saindo de casa e fica sem ter pra onde ir. Seu vizinho do prédio da frente, que ela tem uma "quedinha platônica", acaba a hospedando. Pra vocês entenderem melhor, Sydney todo dia sentava na sacada de seu apartamento para ouvi-lo tocar violão no mesmo horário. Mal ela sabia que ele também estava ali por ela.
♪ "And if I can't be yours now
I'll wait here on this ground
Til you come, til you take me away
Maybe someday
Maybe someday" ♪
Ridge, é compositor, mas está passando por um período sem criatividade, ele vê pela varanda de sua casa que Sydney cria letras para suas melodias, que ela fica cantando enquanto o ouve tocar, e antes de toda a confusão com o namorado dela acontecer ele havia pedido que ela enviasse uma dessas letras. Ele acaba ficando impressionado com como ela é talentosa e quer propor um acordo para utilização das letras para sua banda. Com toda a confusão do relacionamento de Sydney e ela indo dividir se hospedar no apartamento dele, Ridge, e seus outros companheiros de casa, acabam acordando de Sydney ceder as músicas em troca do lugar para ficar.


Lógico que os dois não esperavam se apaixonar, aquilo parecia apenas uma simples atração. Só que tem um porém, Ridge namora há 5 anos com uma garota fantástica, linda, simpática e amorosa, Maggie. Isso traz diversos problemas, principalmente porque Sydney e Ridge agora trabalham juntos e vivem tão próximos. A resolução desse triângulo, só lendo pra saber! Fato é que me senti incomodada torcendo por Ridge e Sydney. Vai contra tudo o que eu acredito, vai contra os meus sentimentos como namorada. O que eu sentiria se estivesse no lugar da Maggie? Mas mesmo assim eu continuava torcendo por eles e isso me causou um sofrimento e uma briga interna muito grande... Os dois tinham bagagens pesadas demais, que deveriam ser levadas em consideração, mas, justifica?
"Se eu nem ao menos consigo julgar as pessoas mais próximas a mim, então não posso confiar em ninguém. Nunca. Eu os odeio por terem tirado isso de mim. Agora, não importa quem entre na minha vida depois disso, sempre serei cética." - Sidney
As músicas compostas pelos dois são disponibilizadas gratuitamente para serem ouvidas, junto com a leitura das letras, durante o livro. Uma parceria entre a autora Colleen Hoover e o cantor e compositor Griffin Peterson. O som dele é ótimo! Vale a pena escutar!

A história é muito linda, bem encaixada. Percebe-se problemas reais de relacionamentos reais, o amor florescendo e não podendo ser negado... e os erros. Os erros são a parte que mais me incomoda. E eu sei que eles são necessários, pois, sem eles, a história não existiria. Mas, errar sabendo que está cometendo um erro não é uma burrice? Principalmente quando se sabe que outra pessoa, ou outras, serão machucadas? Várias amigas minhas idolatram o Ridge, e apesar de eu achar que ele é um cara do tipo que falta no mundo, não acho que ele seja perfeito. Ele poderia ter evitado muito sofrimento para todos, mas ao mesmo tempo acho que eles precisavam dessa experiência pra repensar a vida. O livro também foi considerado por muitos o "melhor livro do ano" e mesmo eu achando que foi um livro ótimo e criativo, não acho que passe disso.
"Como é que duas pessoas ótimas e cheias de boas intenções podem acabar tendo sentimentos despertados por tanta bondade, mas que na verdade são tão ruins?" - Sidney
A questão é: até quando podemos viver uma mentira? Até quando podemos continuar em um relacionamento baseado apenas em deveres, dívidas e lealdade? Qual a linha que demarca o amor de um homem e uma mulher para um amor de amigos? Viver por comodismo, deixar de viver por medo de machucar o outro, viver a idealização de um relacionamento... Acho que foram muitas as reflexões sobre o amor que este livro me transmitiu. Inclusive consolidando pensamentos que eu já tinha, o que até me fez sacar o final do livro com muita facilidade, os “porquês”, o “como” etc. Também acho que esse livro me tocou de forma especial por eu ter um relacionamento longo com meu noivo. Quantas vezes nós, e vários outros casais, passamos por momentos de privações e dúvidas? O que é que nos faz seguir em frente juntos?
♪ "You think we're good but we're really not
You could have fixed things but you missed your shot
Oh, you're living a lie
Living a lie" ♪
"Algumas vezes na vida a gente precisa de dias ruins para manter os bons em perspectiva." - Warren
Eu recomendo muito a leitura por vários motivos: criatividade, bom romance, boas reflexões e as lindas músicas! Quem sabe você não é mais um daqueles que se apaixonaram perdidamente pelo livro?

Obs: Existe um conto, em inglês, chamado "Maybe Not", onde podemos saber mais sobre a história do Warren 😄

Nota
Sentimento

Nanda


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário