{Resenha} Scarlet

sexta-feira, 3 de março de 2017

Scarlet

Sinopse
"Scarlet, segundo livro da saga, é inspirado em Chapeuzinho Vermelho e mostra o encontro da heroína ciborgue que dá nome ao romance anterior com uma jovem ruiva que está em busca da avó desaparecida. Em uma trama recheada de ação e aventura, com um toque de sensualidade e ficção científica, Marissa Meyer prende a atenção dos leitores e os deixa ansiosos pelos próximos volumes da série."
O Que Achei
Scarlet é a sequência de Cinder, primeiro livro da série "As Crônicas Lunares" da Marissa Meyer. Pra você não ficar perdido e entender melhor o qqtacoteseno, aconselho a ler a resenha completa de Cinder aqui.

Cinder é uma mistura de distopia, Sailor Moon e Cinderela... Scarlet se junta a tudo isso adicionando o toque da Chapeuzinho Vermelho!

Resumo bem básico de Cinder pra quem não quer ler a resenha (#chatiada):
Cinder é uma mecânica, metade humana, metade robô, uma ciborgue! O mundo todo está tomado pelo surto de uma doença letal chamada Letumose. Cinder é adotada por uma mulher muito má e tem duas irmãs mais novas. Ela conhece o príncipe Kai. Sua irmã caçula acaba pegando letumose. Sua madrasta a manda como cobaia nas pesquisas da cura. Lá Cinder descobre muito mais sobre sua vida. Enquanto isso a rainha Levana, que governa o reino da Lua, quer a todo custo governar a Terra. Os lunares possuem um poder de controle bioenergético, que consegue modificar como você os percebe. A rainha possui esse poder muito mais forte e vai usar todos os recursos possíveis para tomar a Terra. UFA!

E quando eu achava que não tinha como melhorar... BOOM. Um livro melhor, um romance ainda mais apaixonante, outra mulher forte e decidida como protagonista. O que por sinal é um ponto que acho importante: a força das mulheres dessa série. Não importa se pro bem ou pro mal, se protagonistas ou coadjuvantes, as mulheres da série são decididas, empenhadas, fortes, líderes, independentes e não se deixam comandar. São verdadeiras leoas lutando por aquilo que querem, sem depender de ninguém.

Scarlet

Scarlet é uma delas. Quando sua vó desaparece, ela faz de tudo para ir atrás da mulher que a criou, mesmo com tudo e todos contra ela. E apesar de todas as gozações e julgamentos de louca contra sua vó, ela a protege e vai até os confins do inferno para salvá-la. Durante uma briga de um bar ela conhece Lobo (mas vou manter o nome original, Wolf, durante a resenha ok? Não entendo isso de traduzir nome, please gente, não). E Deus, como esse ship é poderoso!!! Wolf é quieto, bruto, mas apaixonante sabe? A interação entre ele e Scarlet é muito bem feita, com tiradinhas, ironias e flertes. É com a ajuda de Wolf que Scarlet sai em busca da sua vó, mas tem muito mais por trás do sumiço dela do que Scarlet jamais poderia imaginar. Coisas que ligam sua vida à da princesa Lunar.
"Depois de ver o tamanho do seu apetite, acho que eu acabaria perdendo até as roupas se fizesse um acordo desses." -Scarlet
E não, Cinder não desaparece nesse livro. Os capítulos de Scarlet intercalam com visões de Kai e Cinder e o que eles estão passando. Enquanto Scarlet está em uma busca por sua vó, Cinder está fugindo do governo depois de conseguir escapar da prisão. E ela não está sozinha, ela encontra Thorne (também prisioneiro) e os dois conseguem escapar juntos em uma nave roubada. Sim, eu sei, loucura não é? E Kai? Kai tem que se virar com a presença da rainha Levana em seu palácio, cheia de exigências sobre querer Cinder presa à todo custo, além de querer se casar com ele o mais rápido possível, pois só assim ela irá ajudá-los com a cura da Letumose. Não bastando eles descobrem que Levana está criando um exército de seres modificados. (Essa mulher é o cão gente!) São tantos tópicos em um livro só, tantas reviravoltas, guerras, sofrimentos, tantos segredos revelados, tantos momentos, que NOSSA. Não tem como parar de ler um segundo.
"Eu não computo" -Iko
E com a história ficamos pensando: como todos temos um lado bom e mau, o que nos torna diferente da rainha má? Qual o risco do poder em nossas vidas, em quem somos? Como julgar determinadas atitudes? O que você faria pela sua família? O que você faria pelo seu país? Como conciliar amor e dever? Amor e traição? Bem e Mal?

E o final? É claro que o final deixa a gente querendo ler Cress imediatamente! Mais uma vez um final bem aberto e com um cliffhanger assim como no primeiro livro. Eu não tenho como indicar mais e mais essa série do que já estou indicando!

Nota
Sentimento

Notacórnio

Nanda

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário