{Resenha} A Queda dos Reinos

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

A Queda dos Reinos - Resumo
Sinopse
"Numa terra em que a magia havia sido esquecida e a paz reinara durante séculos, uma agitação perigosa ganha forma quando três reinos começam a lutar pelo poder. Entre traições, negociações e batalhas, quatro jovens terão seus destinos entrelaçados para sempre: Cleo, a filha mais nova do rei de Auranos; Magnus, o primogênito do rei de Limeros; Jonas, um camponês rebelde de Paelsia; e Lucia, uma garota adotada pela família real de Limeros que busca a verdade sobre seu passado. Em A queda dos reinos, Morgan Rhodes constrói uma mitologia complexa e fascinante, que mistura amor proibido, intrigas políticas e profecias milenares. Narrado pelos pontos de vista dos quatro protagonistas, este é o primeiro volume da série."
O Que Achei
Uma fantasia frenética, uma autora que não tem medo de matar personagens, um livro que você não sabe o que pode vir na próxima página e personagens complexos. Assim eu definiria essa história em poucas palavras.

É realmente empolgante ler um livro no qual você é surpreendido a cada novo desafio que aparece para os protagonistas. Sim, protagonistas. Magnus, Cleo, Lucia e Jonas. A história toda se passa no ponto de vista de cada um desses personagens de Mítica e em cada um de seus reinos: Auranos, Paelsia e Limeros. A divisão dos capítulos, neste livro, é feita por localidade e eles são contados por quem está naquele local no momento.

Paelsia, Auranos e Limeros são três reinos de Mítica, Limeros se situa ao norte, fazendo divisa com Paelsia, que por conseguinte faz divisa com Auranos ao sul. 
  • Limeros é governado pelo rei Gaius, com um clima muito frio, pouco floresce em suas terras. Seus cidadãos adoram a deusa Valória e são muito devotos. 
  • Paelsia é um reino muito pobre governado pelo chefe Basilius, que muitos creem ser um poderoso mago. Nas terras secas de Paelsia só nascem uvas, que produzem os mais deliciosos vinhos, vendidos principalmente para Auranos e que sustentam as famílias da região. Seus cidadãos não adoram nenhuma deusa. 
  • Auranos é governada pelo rei Corvin. É uma terra próspera, com muitas riquezas, natureza abundante e cidadãos adoradores da deusa Cleiona, que não mantêm mais sua fé como antigamente.
Cleiona e Valoria são deusas rivais. Cleiona incorporava os poderes do fogo e do ar, enquanto Valoria incorporava os poderes da água e da terra. Em Limeros acredita-se que Cleiona é uma deusa do mal que tentou roubar os poderes de Valoria causando uma guerra em que ambas morreram e quase todos os elementia foram destruídos. Em Auranos, os mais devotos acreditam no contrário.

A Queda dos Reinos

Durante séculos a paz reinou entre os três reinos e os mitos e a magia foram sendo esquecidos. A história da Tétrade desaparecida foi sendo deixada de lado. A Tétrade era formada por quatro cristais mágicos que garantiam o equilíbrio do mundo, cada um detentor da magia mais pura de um elementia (terra, fogo, água e ar). Ela ficava guardada, protegida por vigilantes, seres que vivem além desse mundo em um lugar chamado Santuário, até ser perdida um milênio atrás, e a magia começar a ser esquecida. Acredita-se que após o desaparecimento da Tétrade o que antes era uma só terra, se dividiu em três reinos e estes começaram a definhar.

O rei Gaius, governante de Valoria está em busca de poder e crê no mito da Tétrade. Acredita também que precisa destruir todos que o impeçam de conseguir o poder supremo dos cristais e é daí que todas as tramoias e segredos começam a sair.

No livro vemos os dois, três ou quatro lados de uma guerra por terras e poder. Vemos que nem sempre quem está como minoria ou vítima toma as atitudes corretas e nem sempre os poderosos só querem o próprio bem. Também podemos entender os conflitos entre os interesses pessoais, e o que é o melhor para o povo, quando governantes têm que tomar decisões. Principalmente em uma época em que toda a sua vida era interligada ao governo.

Sobre cada protagonista:

Cleo, princesa de Auranos, uma garota criada nos mimos, com todos seus desejos realizados, em um reino próspero. Como sua irmã Emilia é a sucessora do trono, Cleo não tem muitas preocupações políticas e sociais, apesar de ter sido criada para que soubesse como se portar nas mais diversas situações. Sua alma clama por aventura e liberdade. Ela acaba enfiada em uma situação difícil quando Aron mata Tomas, um vendedor de vinhos de Paelsia, e tudo em sua vida começa a mudar. Além de ficar noiva de Aron, toda essa história acaba acarretando uma guerra que pode mudar o rumo de tudo que ela conhecia. 

Eu amo a Cleo, acho ela uma personagem viva, esperta, com erros e acertos. Ela tem uma paixão dentro de si, uma vontade, coragem e força sem igual. Apesar de um pouco mimada e imatura certas vezes, ela está pronta pra tomar decisões e seguir seu caminho.

Jonas é um cidadão de Paelsia. Após presenciar a morte do irmão, jura vingança contra o assassino e Cleo, a qual ele julga ter sido conivente com o assassinato. Depois de muitos planos de vingança que dão errado, ele consegue fazer com que o chefe de Paelsia se una ao rei de Limeros, para atacar Auranos, reino no qual vivem Cleo e o assassino de seu irmão. Mas ele acaba caindo no meio de interesses muito maiores do que uma simples retribuição.

Gosto muito do Jonas, só acho que ele faz as coisas de supetão, muito sem pensar, o que acarreta várias merdas e merdas e aí depois ele acaba tendo que tentar consertar. Vamos ver no quê que isso vai dar.

Magnus é o príncipe herdeiro de Limeros. Atraente, mas frio e distante é muito cobrado por seu pai, o rei Gaius. Tem um amor incondicional por sua irmã Lucia e percebemos o peso e a confusão que tudo em sua vida, principalmente a pressão, causou em sua cabeça. Ele está disposto a fazer o que puder por sua irmã e, para futuramente, governar Limeros.

Amo a personalidade do Magnus, apesar de me irritar com ele em alguns momentos, acho que ele é um dos personagens mais complexos e com mais cicatrizes emocionais. {Meu emo favorito}

Lucia é a princesa de Limeros e foi educada para arrumar um marido. Porém é muito curiosa e ama ler, coisa que sua mãe não aprova. A questão é que seu pai tem outros planos pra ela e espera ansiosamente pelo dia em que Lucia poderá cumprir suas expectativas.

Lucia me irrita, não sei o porquê de sua personalidade me tirar do sério, ela é muito indefesa, muito pacata, muito inocente, muito alheia ao mundo, parece que não tem malícia pras coisas... Pode ser só impressão minha, mas é difícil de engolir.
"Foi quando seu coração, partido em milhares de pedaços, lentamente começou a se transformar em gelo." -Magnus
Impressionante como Morgan conseguiu construir quatro vozes completamente diferentes. Um dos maiores problemas de livros em que cada personagem conta sua história é que suas personalidades se confundem, normalmente não conseguimos diferenciá-las ou a diferença é pequena. O que não acontece nesse livro. As personalidades são fortes e bem consolidadas.

Diferente do que vi em algumas opiniões, não acho que ela tenha focado somente nos sentimentos de ódio e vingança, devemos lembrar que esse é apenas o primeiro livro da série e mais do que a guerra, trata das impressões e das marcas que uma vida pode deixar, que as escolhas das pessoas podem deixar na gente. É importante ler conseguindo identificar quando o ódio na verdade é dor, quando ele se torna amor ou vice-versa. Está tudo ali.


Dica de amiga: Cuidado com os ships!

Traições, amores, perdas, sofrimento, magia, poder, morte, arrependimentos... Pode esperar tudo isso e muito mais da leitura de “A Queda dos Reinos”.


"Ela cuspiu nele.
-Eu o verei morto.
-E eu, princesa, verei você na hora do jantar." -Cleo e Magnus


Nota
Sentimento

Notacórnio

Sobre a nota: Eu quase dei total, só não dei porque achei que a escrita poderia amadurecer um pouco. Vamos dizer que ela é um pouco simples. O que em nada atrapalhou a trama pra mim. Isso é corrigido nos próximos livros, percebemos o amadurecimento da escrita da Morgan a cada volume.

Nanda

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi Nanda, já vi que vai ser mais um livro pra ficar na minha lista de espera, que só cresce exponencialmente a cada ano! kkkkk
    Eu amo livros de fantasia, e amo mais ainda depois de ter lido uma resenha sobre ele. Agora preciso tirar minhas conclusões e saber o que acontece entre esses 4 personagens. E, qt ao que vc acha da Lucia... Vc mesma disse que a escritora está amadurecendo no decorrer do livro... vai que nos próximos volumes a personagem amadurece tb e te surpreende? As aparências enganam... rsrsrs
    Bjks!
    www.mundinhodahanna.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hanna! Que bom que você gostou da resenha e se interessou pelo livro! Bom, eu já li até o quinto livro da série e a Lucia só começou a melhorar exatamente no quinto... Lógico, têm pessoas que gostam dela, mas realmente não faz meu tipo. Em compensação, os outros personagens são amores da minha vida! Tenho certeza que você vai gostar.
      Beijos e obrigada <3
      Espero ver você aqui mais vezes.

      Excluir