{Resenha} Dois a Dois

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Resenha Dois a Dois

Sinopse
Com uma carreira bem-sucedida, uma linda esposa e uma adorável filha de 6 anos, Russell Green tem uma vida de dar inveja. Ele está tão certo de que essa paz reinará para sempre que não percebe quando a situação começa a sair dos trilhos.
Em questão de meses, Russ perde o emprego e a confiança da esposa, que se afasta dele e se vê obrigada a voltar a trabalhar. Precisando lutar para se adaptar a uma nova realidade, ele se desdobra para cuidar da filhinha, London, e começa a reinventar a vida profissional e afetiva – e a se abrir para antigas e novas emoções.
Lançando-se nesse universo desconhecido, Russ embarca com London numa jornada ao mesmo tempo assustadora e gratificante, que testará suas habilidades e seu equilíbrio emocional além do que ele poderia ter imaginado.
Em Dois a dois, Nicholas Sparks conta a história de um homem que precisa se redescobrir e buscar qualidades que nem desconfiava possuir para lutar pelo que é mais importante na vida: aqueles que amamos. 
O Que Achei

Ao longo dos anos Nicholas Sparks tem acumulado uma soma cada vez maior de leitores em todo o mundo. Leitores fiéis que, mesmo após duas décadas, continuam confiando em sua narrativa e encantando-se com suas histórias. Não é nenhuma surpresa que Dois a Dois estaria nas listas dos best-sellers logo na primeira semana de lançamento. Eu mesma estou sempre atenta a cada publicação. E embora haja algum tipo de protelação da minha parte, acabo lendo em algum momento.

Dois a Dois foi uma surpresa interessante em se tratando de Nicholas Sparks. Admito que, a princípio, quando me dei conta de que não haveria uma história romântica, envolvendo um casal, para me arrancar suspiros, fiquei um pouco decepcionada. Afinal, o que fez eu me tornar uma grande fã dos livros desse autor é justamente sua habilidade nata em escrever histórias de amor. Mas acontece que nós temos, sim, uma história de amor nessa obra. Um lindíssimo conto do amor de um pai por sua filha. Este, realmente, não é um de seus romances corriqueiros e inesquecíveis. No entanto, espero que você confie em mim quando digo que você vai amar esse livro, e nem tão cedo se esquecerá de Russel e London. Um enredo que, sem dúvida, surpreenderá até os fãs mais leais do autor.

{Resenha} A Garota do Lago

Resenha A Garota do Lago

Sinopse
ALGUNS LUGARES PARECEM BELOS DEMAIS PARA SEREM TOCADOS PELO HORROR...
Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada.
Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso.
E LOGO SE ESTABELECE UMA CONEXÃO ÍNTIMA QUANDO UM VIVO CAMINHA NAS MESMAS PEGADAS DOS MORTOS...
E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado... 
O Que Achei
"Nenhum suspeito. Apenas uma garota que estava viva num dia e morta no dia seguinte. Algo que não faz sentido."
Becca, uma jovem linda e brilhante, é a personagem central do enredo de estréia do autor Charlie Donlea. Nascida em uma família rica com predileção para diplomas de direito, Becca segue os passos do pai, um influente advogado, quando ingressa como estudante de pós-graduação na Universidade George Washington. Com a pressão dos exames finais – e de um segredo que a tem oprimido, ela se dirige a casa de verão dos pais nas montanhas enevoadas da Carolina do Norte, o lugar perfeito e silencioso para reunir seus pensamentos, a fim de se preparar para os exames finais. No entanto, Becca é brutalmente assassinada, antes mesmo que ela tenha a chance de fazer as provas.

Na outra ponta da trama temos a repórter investigativa Kelsey Castle, que fica imediatamente intrigada com o caso e pela pequena cidade de Summit Lake. A cidade nunca teve conhecimento de um cenário de horror como aquele e, impressionantemente, há uma ausência incomum do barulho causado pela mídia em torno do crime, restando apenas o murmúrio de fofocas no café local.

O que teria motivado um crime tão bárbaro? E quem era o responsável por ele?

{Resenha} Contra Todas as Probabilidades do Amor

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Resenha Contra Todas as Probabilidades

Sinopse
Sejam bem-vindos ao acampamento Pádua. Um retiro de verão para adolescentes problemáticos. Mas não se tratam de problemas comuns, como não querer estudar, mentir ou colar na prova. Não! Estamos falando de problemas reais. Alguns deles tão grandes, tão sérios, que até um adulto desmoronaria sob o peso deles. No acampamento, Zander, uma garota enviada pelos pais contra a sua vontade, encontra uma série de adolescentes na mesma situação, e com três deles ela estabelece uma relação de amizade — Grover, Alex e Cassie. Todos os quatro são tão diferentes quanto as pessoas podem ser, mas têm algo em comum — eles estão quebrados por dentro. Em meio às sessões de grupo e, à medida em que o verão dá as caras, os quatro revelam seus trágicos segredos. Zander encontra-se atraída pelos encantos de Grover, e então começa a se perguntar, depois de muito tempo, se pode apostar em ser feliz novamente.
Mas, antes, ela precisa lidar abertamente com seus problemas, para poder juntar seus pedaços e reconstruir sua vida 
O Que Achei
"Mas pelo menos sou honesta a respeito de quem sou eu. Só para esclarecer: as pessoas que são realmente loucas não sabem que são loucas"
De acordo com Zander Osborne, de dezesseis anos, sua vida vai bem como está. No entanto seus pais tem algo diferente em mente, quando insistem que ela vá para o Acampamento Pádua, um retiro de verão para adolescentes em risco. O livro, escrito em tempo presente, é narrado em primeira pessoa por Zander, desse modo vamos acompanhando os acontecimentos a medida em que ela os vivencia.

No Acampamento Pádua, em Michigan, Rebekah Crane reúne um grupo de adolescentes desajustados, unidos por seus vários problemas e distúrbios. Todos eles lutam com algo que faz com que seja difícil encarar a vida todos os dias. A princípio, nossa protagonista, acha que seus pais se enganaram ao mandá-la para lá, já que ela não se encaixa nesse grupo de adolescentes problemáticos. Entretanto, à medida que sua jornada progride, ela vai aprender mais sobre si mesma.

{Resenha} O Homem de Lata

Resenha O Homem de Lata

Sinopse
Em 1963, Ellis e Michael eram dois garotos de doze anos que se tornaram grandes amigos. Durante muito tempo, sempre foram apenas os dois, andando pelas ruas de Oxford, um ensinando ao outro coisas como nadar, descobrir autores e livros e a esquivar-se dos punhos de seus pais dominadores. Até que um dia algo muito maior que uma grande amizade cresce entre eles. Mas então, avançamos cerca de uma década nesta história e encontramos Ellis, agora casado com Annie, e Michael não está mais por perto. O que leva à pergunta: o que aconteceu nos anos que se seguiram? Esta é quase uma história de amor. Mas seria muito simples defini-la assim.
O Que Achei
"E você meu amigo galvanizado, quer um coração. Você não sabe o quão sortudo é por não ter um. Corações nunca serão práticos enquanto não forem feitos para não se partirem..."- O Mágico de Oz
Desde que a Faro anunciou a publicação desse livro fiquei morrendo de vontade de lê-lo. Sarah Winman nunca chegou a fazer parte do meu cotidiano literário, mas, ao entender a premissa de O Homem de Lata, eu soube, instantaneamente, que precisava conhecer aquela obra. Então, quando recebi minha cópia, parei tudo o que estava fazendo e me dediquei a leitura.

O Homem de Lata é uma história sobre amor. Do primeiro amor e também da perda. O romance de Michael, Annie e Ellis. Um conto de cura.

{Faro Editorial} Lançamentos de Fevereiro 2018

sábado, 17 de fevereiro de 2018


Olá, leitores!

A Faro Editorial, parceira do blog, lança em fevereiro dois títulos que vão agradar, tanto o público mais romântico, quanto aqueles que apreciam uma boa dose de terror.

Para começar, temos A Era dos Mortos, a aguardada primeira parte do desfecho da saga As Crônicas dos Mortos, do autor Rodrigo de Oliveira. Em contrapartida, o romance Tudo Que Acontece Aqui Dentro, marca a estreia do cronista Julio Hermann no cenário jovem-adulto, com um livro repleto de crônicas sobre o amor.

Confira, com detalhes, os lançamentos do mês: